sexta-feira, 26 de julho de 2013

BORDADO, LINGUAGEM UNIVERSAL

"A natureza é sábia e justa. O vento sacode as árvores, move os galhos, para que todas as folhas tenham o seu momento de ver o sol." 
Humberto de Campos"


Olá, amigas.
Pesquisando na Net para aprender novidades, me deparei com mais uma prova de como o bordado é universal.
Vou trabalhar com TECIDO XADREZ e fui buscar novas forma: BORDADO ESPANHOL, BORDADO SUISSO...Não é que encontrei estes corações?
Observem o bordado central. É o bordado que aprendi como BORDADO INDIANO KAMAL KADAI
Mas, na verdade, o ponto que forma a flor do coração, aprendi desde pequena com minha mãe como ponto cerzido, usado nas bainhas abertas que ela me ensinou.
Vejam bem como o bordado,muda de nome de acordo com o endereço. Mas a imagem é uma  linguagem sem palavras, e que todas nós entendemos.
Minhas amigalunas já bordaram o Kamal Kadai, já fizeram várias bainhas abertas, e já bordaram várias amostras de pontos "da vovó"e já fizeram até exposição específica do nosso bordado xadrez.Agora vai ser moleza bordar o Xadrez Suisso.
Vamos aguardar os resultados para conferir.

Muito carinho para quem aqui passar.

Beijos, Iêda

6 comentários:

Lúcia disse...

ola muito lindos fofinhos com este tipo de bordado ficou um trabalho maravilhoso , parabens bejs e bom fim de semana.

Filomena Crochet disse...

Ieda,
como estão bonitos...
Realmente esse bordado é o ds bainhas abertas.
E é verdade que a mesma coisa pode ter vários nomes. Por exemplo o ponto palestrina cá em Portugal é o Ponto Grilhão..

beijos de MF

Iêda Klein disse...

Lucia,
obrigada por estar sempre presente.Fui ao seu blog e deixei lá um pedido.Vou esperar para aprender do seu jeito.
Abraços, Iêda

Iêda Klein disse...

Filomena,
passeei muito hoje pelas suas artes. Muito encantamento em cada postagem.Mãos abençoadas.
Beijos, Iêda

Lúcia disse...

ola Lêda não se trata de nenhum suporte é uma folha de cartão mede mais ou menos 1 metro compro na papelaria por cá chama-se cartolina cartão é numerada por exemplo esta da foto é n:3o numero mais alto é mais fina numero mais baixo é mais grosso ,se for muito grosso é mais difícil cozer o pano ao papelão, também se for muito fino corre o risco de não poder esticar o pano muito bem, o pano não pode ficar esticado demais.
vou publicar uma foto no blog eu dobro o papelão ao meio e ponho á volta um ilastico para facilitar o trabalho se for uma peça que se poça enrolar é mais facil ,tambem quando faço crivo e outros pontos forro este papelão com outro papel que por cá se chama papel de ferro se for ás minhas postagens mais antigas no passo a passo de crivo tem este tipo de papel .
para cozer o pano ao papelão osso agulha mais grosa e linha tipo de fazer crochê e as vezes faço dobrada para ficar mais forte da um pouco de trabalho mas até hoje e a maneira melhor que encontrei para fazer este tipo de pontos pois também já aprendi assim desta forma, espero ter explicado bem se tiver duvidas estarei cá para as tirar bejs

Iêda Klein disse...

Obrigada, Lúcia. Ficou muito claro. Vou tentar e levar para as aulas.
Beijos.