quarta-feira, 30 de junho de 2010

BONECAS

Amigas,
há muitos meses não dou ouvidos ao bichinho das troquinhas. Mas essa de bonecas...não resisti!
Estou dentro!!! Me inscrevi no finzinho do prazo. Mas deu!

A troquinha será assim:

  • 1 - Trabalho Alusivo ao tema;
  • 2 - Materias que sua parceira utilize;
  • Mimos e guloseimas a vontade...


Agora é conhecer minha parceira e elaborar o objeto da troca, BONECA.

Por falar em boneca... sabem como ou quando elas surgiram? Aí vai um pouquinho de história(desculpem mas não resisto a uma pesquisa).
Encontrei na Wikipédia:

Boneca é um dos brinquedos mais antigos e mais populares em todo o mundo. Reproduz as formas humanas, predominantemente a feminina e a infantil, e muitas vezes é considerada como um brinquedo que prepara para a maternidade.

Em muitas culturas, ela é um brinquedo associado às meninas, no entanto, existem versões de bonecos direcionados aos meninos, guardando ambos, como elemento essencial para a sua caracterização, as formas que lembram a humana, ou humanizada

Datáveis do período situado entre 3000 e 2000 a.C., foram encontradas no Egito bonecas de madeira com uma forma que se assemelha a uma espátula, possuindo uma cabeleira farta, sendo os cabelos feitos de fios de cabelo, provavelmente banhados em lama.

A criação de bonecas com objetivos comerciais estruturou-se na Alemanha do século XV, nas localidades de Nuremberga, Augsburgo e Sonneberg, onde nasceram osDochenmacher (fabricadores de bonecas). Foi também na Alemanha que se criaram as casas de bonecas.

Paris, na mesma época que na Alemanha, também se começou a afirmar como centro de fabricação de bonecas. Nesta época, elas reproduziam o aspecto das mulheres locais e os materiais empregues eram a terracota, a madeira e o alabastro.

No século XVII, apareceram na Holanda bonecas com olhos de vidro e bonecas com perucas feitas de cabelo humano.


Com o advento do cinema e desenvolvimento do desenho animado, bem como com a popularização da televisão, no século XX, pessoas e personagens passaram quase que obrigatoriamente a ter seus equivalentes em forma de boneca.


A época de maior esplendor na fabricação de bonecas aconteceu do século XIX até o início do século XX. Naquele tempo, as bonecas eram feitas principalmente para os adultos, pois reproduziam fielmente as figuras da corte e da sociedade. As peças eram geralmente feitas de madeira, com rosto de porcelana, e vestidas com trajes de época. Como eram um produto voltado às classes mais abastadas, não tardaram a surgir roupinhas feitas por grandes costureiros e pessoas interessadas na fabricação artesanal.Abaixo um exemplo de boneca francesa.


O povo Mfengu, que habita na África do Sul, tem como tradição oferecer a cada jovem uma boneca que esta reserva para o primeiro filho que tiver. Após o nascimento do seu filho, a mãe recebe outra boneca para oferecer ao seu segundo filho

Esta é uma Boneca do Zimbábue, feita com fibras de baobá.


Na Rússia, as bonecas denominadas Mamuschka ou Matrioshka são as mais representativas. Na verdade, são um conjunto de bonecas de tamanhos decrescentes, geralmente feitas em madeira de tília e muito coloridas, e que são guardadas umas dentro das outras
.Além das bonecas tradicionais, existem os fantoches ou bonifrates, os mamulengos e as marionetes, encontradas em todo o mundo, nas mãos de verdadeiros artistas.

No Vietnã existe o tradicional Teatro Aquático de Fantoches, secular apresentação com bonecos que "atuam" sobre a água e com pequena orquesta, cuja existência esteve ameaçada de desaparecimento e foi resgatada na década de 80.


A literatura infantil é fértil em povoar o imaginário pueril com bonecas e bonecos, no que foi acompanhada pelo teatro, cinema, televisão e música. Dentre estes, destacam-se:

Boneca de piche (conto folclórico - música)

Chucky, o boneco assassino (cinema)

Coppélia (ópera e balé)

Emília , Pinóquio e Soldadinho de Chumbo (literaura)

Casa de bonecas - peça teatral de Henrik Ibsen.

Pelo mundo afora as bonecas estão presentes nas mais diversas culturas.

Na Alemanha, mais precisamente na região de Erzgebirge (a leste, vizinho à República Tcheca), a produção artesanal do boneco quebra-nozes, largamente usado como enfeite natalino, constitui-se em importante manifestação cultural[1].

Em Olinda, no Carnaval, integrando os folguedos do frevo, as ruas se enchem com bonecos gigantes, movidos por um folião, alguns deles retratando figuras típicas ou famosas No Maracatu Nação, maracatu de baque virado, a calunga é uma boneca que compõe o cortejo.

No Rio de Janeiro, a Cooperativa Abayomi produz as bonecas abayomi, a partir de sobras de pano reaproveitadas, feitas apenas com nós, sem o uso de cola ou costura, de tamanho variando de 2 cm a 1,50 m, sempre negras, representando personagens de circo, da mitologia, orixás, figuras do cotidiano, contos de fada e manifestações folclóricas e culturais.

Também no Brasil, bonecos recheados são queimados, após uma grande surra, representando Judas Iscariotes, no folguedo conhecido por Malhação de Judas.

No Algarve existe a Maia, uma boneca grande, confeccionada de palha e trapos, com vestes brancas, em que a 1 de maio os moradores deixam no centro da casa, cantando e dançando à sua volta.

No sul da França, especialmente em Tarascon, existe a Tarasca (do francês tarasque), boneco com aparência de um ser monstruoso, exibido no Pentecostes.


Amigas, histórias à parte, agora é por mãos à obra e oferecer à minha parceira da troquinha uma linda peça de artesanato que se identifique com BONECA!

Um beijão , Iêda.

"O rico nem sempre é sábio, mas o sábio é sempre rico".

Tales de Mileto

13 comentários:

milena disse...

Oi Ieda,
Adorei seu blog. Cada trabalho mais lindo que o outro!!!
Já estou seguindo seu blog!
Bjos e um bom restinho de semana...
Milena

Marilia Baunilha e Patch disse...

Iêda querida,

Obrigada pela magnífica aula. Agora é só esperar pelas fotos da boneca.

Beijos,

Eneida

Margaret disse...

Iêda, vou ficar por aqui esperando a boneca que vai fazer e tomara que tenha uma PAP pois só faço alguma coisa com o passo a passo...rsrsr
Adorei a história das bonecas...não tive bonecas na minha infÂncia(familia grande 15 filhos), não tínhamos quase brinquedos, mas tinha uma de pano que não dava valor pois como as minhas amigas tinham de plástico ficava morrendo de inveja...e hoje acho mais bonitas as de panos...para ver como é a vida!
Beijos
Margaret

Bete e Luciana disse...

Oi Dona Ieda, lembra de mim???????? passe no blog e deixe um recado.
Beijos da amiga Lú.

Priscila Rodrigues Bittencourt disse...

Ieda
Só nao participo desta troquinha pq estou TÃO atarefada
Mas tenho certeza que você vai caprichar...
BEIJOS E ÓTIMA NOITE!

Iêda Klein disse...

Oi Milena!
Que bom ver você aqui. Podemos trocar figurinhas.
Temos um amiga aí em Viçosa, o Maurício Vale.Estivemos de férias uma vez na casa dele e gostei muito da cidade.
A convivência com tantas manualidades influência a gente mesmo, não é? Passamos a querer mais. Isto é uma vantagem, alarga nosso leque de opções.
Um beijo, amiga.

Iêda Klein disse...

Olá Eneida!
Como sempre suas palavras fazem muito bem ao coração.
Desta vez eu consegui ir à Mega Artesanal.Estou rindo de orelha a orelha. Não vejo a hora de chegar.Vou sair de BH com o especial da Africanarte e passar o sábado e o domingo aí.
Quanto à boneca, está na cabeça ainda.
Beijos, Iêda

Iêda Klein disse...

D. Lu...já operou?
Já deixei lá meu recado.
Beijos, Iêda

Iêda Klein disse...

Margaret,
Estou bolando uma variação de uma que já faço. Vamos ver no que vai dar.
Eu tive muitas bonecas na infância, muitas de papelão.Quando ganhei uma que podia dar banho... foi a glória!!!!
E hoje eu prefiro as de pano. Elas tem mais personalidade, acho.
Um beijo, Iêda

Iêda Klein disse...

Priscila,
demorei muito até me comprometer com a troquinha. Mas não resisti. Vou ficar apertada. Viajo nesta sexta e só volto segunda. Doningo é o batizado da minha netinha Bárbara e ainda estou bordando o mandrião do batismo,a mão , com linha cairel. Louca!!!!!
Estou para iniciar um projeto com 18 toalhas bordadas para setembro. Sacolas de nylon... são 6 para daqui a dez dias no máximo. Ufa!!!!Cansei!!!!E a boneca? Vai sair!!
Beijos.

Maria Lúcia disse...

Oi
Está lindão esse blog.
Beijos...
Lúcia.

Babi disse...

Oi Querida Ieda!

Que aula sobre bonecas que post lindo!!! Adorei!

Passa lá no blog,saíram as parceiras da Troca Bonecas!

Bjos e boa troca!

Anônimo disse...

OI DONA IEDA GOSTARIA SE A SENHORA PODERIA PASSAR A RECEITA ,COMO FAZER A BONECA DE LÃ E MOLDES EU ESTOU PERDIDA NO TRABALHO ESTÁ NA METADE UM ABRAÇO ESTOU TE ESPERANDO.PAULA